Total de visualizações de página

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

QUAL A IDADE IDEAL PARA COMEÇAR A VIDA SEXUAL?

Colaboração com o caderno NA MIRA coluna "QUEBRANDO TABU" do jornal O ESTADO DO MARANHÃO no dia 26.10.2012
 
No início do mês fui convidado para responder perguntas dos alunos da oitava série do colégio COC. Entre as perguntas que foram feitas escolhi algumas para responder também através da nossa coluna “Quebrando Tabu”, pois foram questões pertinentes e inteligentes e que demonstram que mesmo tendo acesso a várias fontes de consultas, dúvidas permanecem.
 
“Qual a idade ideal para começar a vida sexual?” Esta é uma pergunta muito presente todas as vezes que faço palestras, feita muitas vezes pelos próprios jovens e outras tantas por pais que querem uma orientação sobre como se comportar em relação ao assunto com seus filhos e filhas.
 
Minha resposta tem sido sempre a mesma, e a baseio nas informações sobre a fisiologia humana e na teoria psicanalítica. A primeira nos diz que  o ser humano está apto para exercer uma vida sexual com a idade em que seus caracteres sexuais secundários se manifestarem. Sabemos que nosso corpo tem um processo de crescimento que nos leva a maturidade sexual, isto é, quando estamos aptos para procriar.
 
A puberdade inicia por volta dos 10 anos de idade quando mudanças morfológicas ocorrem devido à atuação dos hormônios testosterona, progesterona e estrógeno, produzidos nos testículos pelos meninos e nos ovários pelas meninas. Estes hormônios são responsáveis, entre outras coisas, pelo surgimento da menstruação, desenvolvimento dos seios e dos pelos no corpo e na região genital das mulheres; já nos homens faz surgir os pelos no rosto, no corpo e na região genital, além do engrossamento da voz e a produção dos espermatozoides.
 
Por volta dos 13 ou 14 anos já temos a maturidade fisiológica da sexualidade. Rapazes e moças estão aptos para terem filhos e sentirem orgasmo. Esta maturidade fisiológica está acontecendo cada vez mais cedo, acredita-se motivada pelo estilo de vida e pela alimentação.
 
E a maturidade emocional, quando acontece? O processo do desenvolvimento emocional é bem mais complexo e longo, e em muitos casos, nem chega ser alcançada completamente, podendo ser encontrados indivíduos que mesmo em idade adulta, ainda são imaturos afetivamente (emocional).
 
Freud nos mostrou que os indivíduos passam por diferentes fases no seu desenvolvimento emocional. Começamos com a primeira chamada de narcisismo, na qual somos nosso próprio objeto de amor. Somos incapazes de amar outro individuo. Esta fase vai até por volta dos 3, 4 anos de idade. A segunda fase chamada de edípica, e na qual elegemos pela primeira vez outro indivíduo como alvo do nosso amor, geralmente nosso genitor de sexo oposto.
 
A terceira fase é chamada de latência, onde nosso amor está no nível de baixa atividade. Esta fase termina quando do surgimento da maturidade fisiológica sexual. Na fase seguinte dirigimos nosso amor pela primeira vez para alguém fora do nosso círculo familiar, é a famosa paixão da adolescência. Nesta fase começamos o desligamento da dependência emocional da família e nos preparamos para a maturidade emocional, alcançada teoricamente na década dos 20 anos.
 
É possível observar que o desenvolvimento emocional (afetivo) é mais longo que o fisiológico sexual. Quando a pessoa começa a exercitar sua sexualidade ainda com pouca maturidade emocional (afetiva), mais propensa está de sofrer com  inadequações, disfunções e até transtornos sexuais.
 
Portanto a resposta para a pergunta é que cada um tem seu processo de maturidade emocional, e que esta maturidade precisa ser observada para que a vida sexual do indivíduo caminhe sem sustos.
 
Ernesto Friederichs Mandelli, Psicanalista com especializações em Sexualidade e Educação Sexual. E-mail:mandelli@elo.com.br - twitter: http://twitter.com/efmandelli
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário